Quinta, 14 de dezembro de 201714/12/2017
(11) 98373-2619
Parcialmente nublado
14º
20º
27º
Cotia - SP
Erro ao processar!
colegio objetivo
BRASIL
Temer intensifica pressão por reforma da Previdência e monitora reunião do PSDB
Presidente se reuniu com líderes da base aliada e ministros para contar votos a favor da matéria, mas previsão mais otimista ainda é abaixo do necessário; cúpula do PSDB ouve relator da proposta e secretário da Previdência
Redação São Paulo - SP
Postada em 06/12/2017 ás 12h00 - atualizada em 06/12/2017 ás 13h07
Temer intensifica pressão por reforma da Previdência e monitora reunião do PSDB




Em uma quarta-feira (6) de forte articulação do governo e de lideranças da base aliada em busca de votos pela aprovação da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer reuniu lideranças de partidos, ministros e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia para um café da manhã no Palácio da Alvorada e deve oferecer um jantar para fazer um novo balanço dos votos favoráveis à reforma.



Ao final do encontro com Temer, líderes fizeram projeções dos votos pela aprovação da matéria. O vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), estimou que há atualmente 260 votos de parlamentares favoráveis à reforma. Arthur Maia (PPS-BA), que foi relator do texto, contabiliza de 290 votos favoráveis e 310 contrários. Para aprovar o texto no plenário da Câmara será necessário garantir votos de 308 deputados.Segundo Mansur, os líderes de partidos estão levantando junto às bancadas a quantidade de votos pela reforma e há a expectativa de que alguns partidos fechem questão a favor do texto. Haverá, ao longo do dia de hoje, reunião de bancadas com técnicos da previdência para aprofundar informações.“Todos nós estamos muito mobilizados durante toda essa semana para que possamos buscar números, ou seja, entre 315 a 320 votos para que o presidente da Câmara possa colocar em votação a reforma da Previdência. Teremos uma reunião ainda nesta noite”, disse Mansur.Na avaliação do vice-líder Beto Mansur, se na reunião desta noite o governo avaliar que conseguiu reunir uma margem confortável de votos favoráveis, o texto poderá ser posto em votação na próxima semana. “Se tivermos algo consistente no dia de hoje, muito provavelmente o presidente da Câmara vai marcar uma data que é terça-feira que vem”, disse.O deputado Arthur Maia disse que, no café da manhã, o presidente Temer pediu empenho dos líderes e manifestou preocupação com o que poderá ocorrer com as contas públicas caso a reforma não seja aprovada. Na avaliação de Maia, o engajamento dos parlamentares têm crescido: “estamos no melhor momento desde que se iniciou essa reforma”.O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, fundador do PSD, também demonstrou otimismo em relação à votação e aprovação da reforma. Segundo ele, “o balanço é bastante favorável” e “melhorou sensivelmente a possibilidade de votação”. Sobre a bancada de seu partido, ele disse que de 38 parlamentares, 15 já estão favoráveis à reforma.



FONTE: Fonte: Último Segundo - iG
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
2.156
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium