domingo, 16 de dezembro de 2018
(11) 98373-2619
Leitor

11/05/2017 ás 05h00 - atualizada em 11/05/2017 ás 07h26

8.011

Redação

São Paulo / SP

ESTAMOS DE OLHO
Uniformes Escolares, Camelódromo e Sabesp
ESTAMOS DE OLHO

Estudantes da rede municipal de Cotia ainda não receberam seus uniformes escolares


Cidade é a única que ainda não entregou os kits do uniforme escolar


A pouco mais de quatro meses do início do ano letivo, a Secretaria de Educação ainda não sinalizou quando entregara definitivamente os uniformes escolares dos estudantes da rede municipal de ensino de Cotia. Os alunos iniciaram as aulas sem kits do uniforme escolar, desde o início do ano e até a data de hoje não sabem quando irão receber os uniformes, e com a chegada do frio, as mães não sabem como irão fazer sem os agasalhos para os filhos.


Justiça barra obra da Sabesp por falta de licenciamento


A Justiça de São Paulo mandou suspender, por meio de liminar, as obras do sistema produtor São Lourenço, que vai ampliar o fornecimento de água para as cidades da região Oeste. De acordo com informações do SPTV, uma ação popular questionou a falta de estudos de impacto ambiental nas obras e a juíza Maria Gabriella Spaolonzi, da 13ª Vara da Fazenda Pública da capital, considerou que isso pode gerar prejuízos de difícil reparação. Além disso, determinou multa de R$ 100 mil por dia, caso a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) de sequência nas obras.


Prefeitura ainda não entregou camelódromo de Cotia


Prometido para novembro de 2016, camelódromo de Cotia está com obra em ritmo de tartaruga


O espaço que deverá receber o novo camelódromo de Cotia, ao lado do Terminal Metropolitano, está com as obras em ritmo lento e não foi entregue em novembro, como prometeu o ex prefeito Carlão Camargo.


Em julho de 2016 o Jornal Cotia Agora publicou sobre o início das obras do Centro de Compras Popular Bulevar, nome batizado pela administração anterior.


A promessa de entrega da primeira fase era para 22 de novembro, mas, isso não aconteceu e apenas um funcionário estava na obra na quando a reportagem visitou o local em janeiro deste ano.


Sobre a obra


O espaço será usado pelo comércio ambulante da cidade, que foi retirado da Praça Joaquim Nunes em julho de 2015.


A placa anunciando a obra foi fixada em julho de 2016 e tapumes isolam a área. A obra veio de um convênio entre prefeitura e Caixa Econômica Federal, através do Ministério das Cidades com orçamento de quase R$ 700 mil, será em duas etapas.


O camelódromo terá cerca de 100 boxes, banheiros e salas de administração e ficará em um ponto estratégico com grande circulação de pessoas, devido ao Terminal Metropolitano e os pontos de ônibus nas proximidades.


 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium