Terça, 02 de Junho de 2020 23:35
(11) 98373-2619
Mundo MORTE

Junho de 2019 foi o pior mês desde que o sistema de monitoramento de alertas foi criado, em 2015.

A mãe, haitiana, cruzou do México para os EUA, foi detida e afirmou que a filha de 2 anos havia desaparecido na travessia.

03/07/2019 18h21
313
Por: Abraão Farina
Junho de 2019 foi o pior mês desde que o sistema de monitoramento de alertas foi criado, em 2015.

Agentes das patrulhas de fronteira dos Estados Unidos faziam buscas na terça-feira (2) para encontrar uma menina brasileira de 2 anos que desapareceu no Rio Grande, que separa o território norte-americano do mexicano.

No fim da segunda (1º), uma mulher do Haiti foi detida logo depois de atravessar o rio, vinda do México. Ela contou aos agentes que havia perdido a filha de 2 anos, de nacionalidade brasileira, ao atravessar as águas.

"Todas as vezes que uma criança se perde é um evento trágico", afirmou o chefe dos patrulheiros, Raul Ortiz, em uma entrevista ao site da própria agência de patrulha. Ele afirma que espera que os esforços da equipe possam ter um resultado positivo.

Pai e filha salvadorenhos afogados

Esse é o mesmo rio onde morreram afogados os migrantes salvadorenhos Oscar Martines Ramirez e a filha de quase 2 anos. Os corpos deles foram encontrados no dia 24 de junho.

 
 
 
 
 
 
 
Brasileira de dois anos desaparece em rio na fronteira entre Estados Unidos e México
Jornal Hoje
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
--:--/--:--

 

 
 
 
 
 
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (03/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quinta (04/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias