Anuncie
Roma em chamas

Nero: o incendiário

tirano teria mandado atear fogo na cidade

28/08/2019 20h02Atualizado há 3 semanas
Por: Jacson Andrade
611

Nero é uma das figuras mais controversas da história. Foi acusado de todo tipo de atrocidades, sendo que algumas ele praticou. Entretanto, segundo historiadores, outras lhe foram atribuídas para justificar o ódio que o povo acabou lhe dispensando.

Não é para menos, o imperador teria mandado matar a própria mãe, Agripinila, de quem suspeitava conspirar contra si. Também matou Pompéia, sua esposa, que estava grávida e foi chutada até a morte.

Mais tarde casou-se publicamente com um eunuco, Esporo, que foi castrado por ordem do soberano. Azar o do jovem foi ser tão parecido com a pobre Pompéia. O mancebo era tratado como uma imperatriz apesar de existir uma esposa oficial, Estatília Messalina.

Porém, Nero ficou mais conhecido por supostamente atear fogo em Roma. O que hoje é negado por alguns historiadores, tendo em vista que ele se encontrava na cidade de Antium no momento que começou no incêndio. Cidade a mais de cinquenta quilômetros distante de Roma e retornou para ajudar os desabrigados.

Dizem as más línguas que em 64 d.C ele teria mandado colocar fogo na cidade para iniciar uma renovação arquitetônica na região. As chamas consumiram dois terços da capital, hoje chamada de Cidade Eterna, e muitas pessoas morreram, já que as habitações queimadas eram de madeira e muito precárias. Roma ardeu por mais ou menos uma semana.

Fato é, após o incidente, ele comprou as propriedades atingidas por um preço muito abaixo e começou a reforma como ele almejou.

Quase dois mil anos depois, num continente onde os romanos sequer sonhavam existir, uma floresta arde em chamas. Talvez pelos mesmos motivos que fizeram a pólis de um dos maiores impérios que a humanidade já viu em cinzas - a ganância.

É inegável que o moço que assumiu o trono aos 17 anos se tornou um dos maiores tiranos da história. Nero pode ter sido acusado injustamente sobre o incêndio, porém cometeu toda sorte de atrocidades, perseguindo principalmente os cristãos, na época considerados apenas partidários de uma seita que se negavam a reconhecer a divindade do imperador.

Aqui os culpados pelas queimadas são muito conhecidos e duvido que o jovem, inepto e inescrupuloso imperador fosse tão vil quanto o poder estabelecido na Terra Vermelha Como Brasa.

Aqui também se deixou queimar a maior floresta tropical do mundo, casa para muitos seres, humanos ou não e fonte de vida para um continente inteiro. A vilania deixou de fornecer os equipamentos para fiscalizar o agronegócio, foi feito vista grossas aos madeireiros, foram perdoados os desmatadores, os pesquisadores desacreditados e os povos tradicionais massacrados.

“Nenhum dedo de terra aos índios e já viu quilombola trabalhar?”

Nossa versão do Nero é um misto de maldade com ignorância. Prefere ver a Amazônia  queimar uma Roma por dia, só por teimosia. E os cristãos passaram a defender ferrenhamente o seu Messias, ainda que a sobrevivência de todos seja colocada em risco.  De perseguidos a perseguidores e assim as divindades se inverteram.

Felizmente o Imperador Romano não deixou descendentes, no entanto, lamentavelmente, o ovo da tirania pode ser chocado em qualquer lugar, inclusive em nome de Cristo.

Facebook: Jacson Andrade

Instagram: @jacbighouse

3comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
CAMBIOBR
GOTOPMODELS
Municípios
Anuncie JT - GIF 300x250 - Esportes
Câmara de Osasco
Últimas notícias
SUCOS PRATS
Rádio News
SUCOS PRATS
Radio News
Mais lidas
ANJ2
Ele1 - Criar site de notícias