Terça, 23 de Julho de 2024
12°

Tempo limpo

Cotia, SP

Saúde Barueri

Médicas residentes do HMB ajudam vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul

Paulla Marques Simão, Lethícia Cristinne Araujo de Campos e Júlia Incáu Guazzelli, residentes do Hospital Municipal de Barueri (HMB)

30/05/2024 às 15h40
Por: Redação
Compartilhe:
Médicas residentes do HMB ajudam vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul

Elas foram as primeiras médicas a chegar a Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, um dos municípios mais atingidos pelas atuais enchentes. Com as ruas tomadas pelas águas que transbordaram dos rios Gravataí e dos Sinos, a equipe formada pelas médicas Mirthes Monteiro Ortega, Alanna Paulla Marques Simão, Lethícia Cristinne Araujo de Campos e Júlia Incáu Guazzelli, residentes do Hospital Municipal de Barueri (HMB), encontrou um cenário desolador, com muitas pessoas abrigadas em escolas e outros pontos da cidade, todas precisando de muita ajuda.  

“Foi muito assustador ver a água até o teto das casas, isso chocou muito! Mas o mais assustador pra gente foi ver a vulnerabilidade das pessoas nos abrigos. Infelizmente, presenciamos e recebemos queixas de abusos contra as mulheres, contra as crianças, atos de violência doméstica, e com a ajuda de algumas pessoas, influenciadores que estavam lá, foi aberto o abrigo exclusivo para crianças e mulheres”, conta Júlia. 

Muito além da assistência médica 
As médicas, residentes em pediatria, tiveram de atender não só crianças, mas todos os que precisavam de cuidados, de zero a 90 anos. “Essa experiência, apesar de todo o cenário crítico e de muita tristeza, foi muito valiosa. Ultrapassou as barreiras da assistência médica. Todas nós percebemos como é importante a doação em todas as frentes, sendo ela objetiva ou subjetiva, como a que se doa o seu tempo, a sua escuta. Tiveram momentos de brincadeiras com as crianças que trouxeram um certo conforto para todos. Foi muito gratificante, nesse sentido, de pensar na resiliência, na capacidade de transformar sentimentos e cuidar não só com assistência médica, mas também humanitária”, declara Mirthes. 

Questionada sobre como as residentes do HMB chegaram até o local, ela diz que recebeu ajuda de uma empresa privada, onde o irmão trabalha, que pagou as passagens, assim como da atual gestão do HMB e do Pronto-socorro Central de Barueri, que contribuíram com medicamentos e materiais como gaze, algodão, agulha, insulina, entre outros. “Lá nós atendíamos em média 200 pacientes por dia. Não era só em hospital, mas também abrigo, aonde íamos de colchão em colchão, de família em família. Conversávamos com cada um, víamos do que precisavam. Não era só atendimento médico, tinham várias outras questões, curativos, lavagem nasal na área de pediatria. Também a escuta, renovação de receita, tudo o que precisava a gente estava assessorando”, relata Allana. 

As residentes ficaram do dia 7 ao dia 12 de maio prestando socorro às vítimas. As mais graves que elas encontraram foram transferidas para hospitais estruturados, como o Hospital Universitário (HU), ligado à Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), o da Cruz Vermelha e o de Campanha. "Como nós fomos umas das primeiras equipes de médicos a chegar lá, encontramos as pessoas que apresentavam os sintomas mais agudos, como bronquioespasmo, diarreia, gastroenterite, muita lesão de pele, principalmente de membros inferiores. Agora lá estão acontecendo outras questões, o cenário já mudou”, revela Lethícia.  

Apesar de toda a tragédia, todas elas em uníssono dizem que a vivência dessa catástrofe trouxe o entendimento de que o ser humano pode contar sempre com a compaixão de outras pessoas e que, apesar de todo o sofrimento, sempre haverá um novo dia, novas esperanças e sonhos sendo transformados em realidade.  

Formação técnica com olhar humanitário 
"Com o nosso programa de residência médica, buscamos formar profissionais com esse olhar humanitário, tão essencial para a prática médica. Atitudes assim demonstram respeito às pessoas, e é tão importante quanto a própria capacitação técnica", acrescenta o diretor técnico do HMB, Paulo Tierno. Para o diretor clínico do hospital, Alexandre Roque, “o olhar humanitário do médico não é único e não traz apenas esperança, alívio e conforto. Traz a identificação de um problema e quase sempre a sua cura. Dentro do coração do médico bate uma responsabilidade ímpar, desde o início da sua formação, que é a responsabilidade no ritmo da esperança, e suas mãos são mensageiras de cura”, finaliza. 

TempTempTempTemp
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barueri - SP
Barueri - SP
Sobre o município Barueri é um município da Região Metropolitana de São Paulo, no estado de São Paulo, na Região Sudeste do Brasil. Dista 26 km da Praça da Sé, marco zero da capital paulista. O município é formado pela sede e pelos distritos de Aldeia, Jardim Belval e Jardim Silveira.
Cotia, SP Atualizado às 02h02 - Fonte: ClimaTempo
12°
Tempo limpo

Mín. 11° Máx. 23°

Qua 26°C 12°C
Qui 27°C 13°C
Sex 27°C 16°C
Sáb 27°C 16°C
Dom 29°C 16°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias